Colabore com reportagens exclusivas, sendo um Sócio-Patrocinador do site O MANGUE. Escolha sua opção de Assinatura On-Line, ou, se preferir, deposite qualquer valor em nome de Bruno de Almeida Silva, Agência 0183, Conta 121454-1, Caixa Econômica Federal. O Jornalismo Local e Independente agradece!

PM do 34º é preso por estuprar a enteada, de 10 anos

No dia 25 de janeiro, o 34º Batalhão da Polícia Militar recebeu a visita da Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (Dcav), que foi cumprir mandato de prisão contra um cabo, de 37 anos, morador da região do sexto distrito, em Magé. Ele é acusado de abusar sexualmente de sua enteada, de 10 anos, e foi levado para o Batalhão Especial Prisional, em Niterói.

Apesar de nome e foto do criminoso terem ganhado as redes sociais, tais informações não serão aqui publicadas, com o único intuito de não expor ainda mais a vítima. A denúncia foi feita pela própria criança, que secretamente filmou, com um celular, no dia 23 de janeiro, as investidas do padrasto. De acordo com o depoimento da menina, os abusos aconteciam desde 2014, quando ela tinha 7 anos. Em uma reportagem do site G1, o delegado adjunto da Dcav, Rodrigo Moreira, explicou que trata-se de “crime de estupro de vulnerável, com pena de reclusão de oito a 15 anos”.

O site e jornal O MANGUE teve acesso ao vídeo feito pela vítima, gravado com a ajuda da mãe dela. A foto acima foi extraída das imagens

No vídeo de pouco mais de vinte minutos, o criminoso aparece sem camisa e de short. Moreira relata conteúdos da prova criminal: “mostra ele botando ela no colo dele, passa a mão por baixo do vestido dela”. De posse das imagens e dos depoimentos, o delegado pediu a prisão temporária, concedida pela Justiça um dia antes da prisão.

O fato aconteceu na casa em que enteada e padrasto moravam. Pelas redes sociais, a mãe da garota comentou que ela e a fi lha conviviam com ameaças do policial, que dizia que “ia matar todos dormindo, falando que ia cortar seu pescoço”. Ela ainda faz outra séria denuncia: “ele não só fez com a minha filha, como com a filha dele (…)”.

Detenção também por carro roubado
O policial pedófilo apresentava-se, ultimamente, como pré-candidato a vereador. No momento em que foi preso ele cumpria pena trabalhando administrativamente no 34º (ele ia pra casa somente de noite, e foi em uma dessas vezes que o flagrante do estupro foi feito), já que no dia 18 de novembro do ano passado ele foi detido pela Polícia Rodoviária Federal na estrada Rio-Magé (altura de Imbariê) por conduzir um Honda Fit roubado. Na ocasião ele pagou fiança pelo crime de receptação.

DEIXE UMA RESPOSTA