Colabore com reportagens exclusivas, sendo um Sócio-Patrocinador do site O MANGUE. Escolha sua opção de Assinatura On-Line, ou, se preferir, deposite qualquer valor em nome de Bruno de Almeida Silva, Agência 0183, Conta 121454-1, Caixa Econômica Federal. O Jornalismo Local e Independente agradece!

Agentes descobrem túnel para fuga de presos no Romeiro Neto

Apesar de a terça-feira (17) ter amanhecido com a notícia da greve de Agentes Penitenciários e de Policiais Civis no estado, o dia foi de muito trabalho para os servidores nas unidades prisionais em Magé. Eles encontraram um túnel no meio da mata que dá acesso à Galeria ‘A’ da Cadeia Pública Romeiro Neto, no bairro Saco.

Foto: Jornal Extra

No presídio existem hoje mil e duzentos presos do Comando Vermelho. As vagas, no entanto, são para apenas 564 detentos. A Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) emitiu nota à Imprensa:  “Após um alerta de um inspetor, equipes da Coordenação de Niterói, da direção da Cadeia Pública Romeiro Neto da Colônia Agrícola de Magé e inspetores penitenciários do GSSE encontraram na parte externa do Romeiro Neto em Magé, um túnel de aproximadamente dez metros que ligaria rua a cela A. Com a descoberta inspetores evitaram a tentativa de fuga de internos dessa unidade”.

Após terem recebido a Imprensa para divulgar a frustração do plano dos bandidos, os agentes penitenciários do Romeiro Neto anunciaram a greve oficialmente para os presos, informando-os sobre como os serviços serão procedidos e a maneira a qual eles devem se comportar. Informações aos familiares que foram visitar os detentos, também foram repassadas. A paralisação garante respeitar além dos 30% de trabalhadores em serviço, ou seja, mais do que obriga a Lei 7.783/89.

Jornal Extra

Os agentes da SEAP estão sem receber o 13º salário, e também reivindicam melhoria das condições de trabalho, já que os presídios estão superlotados e não houve aumento de efetivo.

Os policiais civis, por sua vez, exigem o salário de dezembro, do 13°, do RAS (Regime Adcional de Serviço – atrasado desde junho) e das metas (desde dezembro de 2015 atrasadas) para ativos, inativos e pensionistas.

Em resposta ao Jornal O Mangue, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária informa que possui um plano de segurança para manter a rotina das unidades prisionais, e que mais informações não serão divulgadas por questões de segurança. O efetivo carcerário hoje no estado do Rio de Janeiro é de 51.113 internos.

DEIXE UMA RESPOSTA