Colabore com reportagens exclusivas, sendo um Sócio-Patrocinador do site O MANGUE. Escolha sua opção de Assinatura On-Line, ou, se preferir, deposite qualquer valor em nome de Bruno de Almeida Silva, Agência 0183, Conta 121454-1, Caixa Econômica Federal. O Jornalismo Local e Independente agradece!

Prefeitura de Magé questiona Inea sobre obras em rio, após dique romper

Não houve feridos, mas o susto foi grande. Com as chuvas da noite passada, o rio Roncador encheu como a tempo não se via, e o dique, uma contenção natural para a correnteza, se rompeu na altura da rua Beira-Rio, entre os bairros Roncador e Vila da Liberdade, em Magé. O resultado foram ruas, terrenos e casas alagadas. A solidariedade dos mageenses, e a rapidez da Prefeitura em amenizar o problema, foram os pontos altos.

15541354_1086616684794897_3134423285609572470_n
Imagens ‘choveram’ em grupos de zap e nas redes sociais, logo de manhã

— Apenas uma família ficou ilhada. Mas quando chegamos, os moradores já haviam sido ajudados por vizinhos, e foram pra casa de parentes. Como a chuva deu uma trégua, a maré baixou rápido, e a Prefeitura também foi rápida em reforçar a margem, as demais pessoas que moram ali se sentiram confiantes e não quiseram ir para o ponto de apoio que providenciamos no ginásio Poliesportivo do BNH. A Prefeitura já estava com ônibus e caminhão a disposição para as mudanças — informou na parte da tarde, por telefone, o coordenador operacional da Defesa Civil, Rogério Duarte.

15578552_1086609038128995_8333016115660044032_n

O próprio prefeito Rafael Tubarão esteve no local, acompanhando o trabalho das várias secretarias envolvidas ao longo do dia: Obras, Habitação e Urbanismo, Serviços Públicos, e Assistência Social e Direitos Humanos, além da própria Defesa Civil que também tem status de secretaria.

A barragem emergencial foi feita com mais de vinte caminhões de pedras e sacos de pó de brita vindos da Convem Mineração. Mas a Prefeitura enxerga a necessidade de uma obra maior, de engenharia, que garanta de vez a segurança daquelas famílias que vivem expostas àquela área de risco. A fala é do secretário de Habitação e Urbanismo, Marcos Peçanha:

img_3984
Marcos Peçanha, o Sabiá, calçou as galochas e foi conferir de perto a obra que deixou os moradores mais tranquilos

— O prefeito entrou em contato hoje com o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), para vermos a questão da licença dessa obra, ver se a própria Prefeitura pode fazer, ou o governo do estado. O fato é que a limpeza do rio tem que ser feita pelo Inea, e eu não posso te garantir que vinha sendo feita. Isso aqui tem que ser uma draga especial — informou Peçanha.

img_3981
Uma parte da ‘força-tarefa’ do Poder Municipal: urgência envolveu toda a Prefeitura

Os moradores aprovam:

— Eu tô aqui a um bocado de ano, já peguei três enchentes, e sempre a gente tem que pegar o barco e ir embora mesmo, voltar só quando a água baixar. Nessas horas eu costumo ficar ali no Canal, na casa de uns amigos. Já houveram enchentes piores, como há coisa de uns cinco anos atrás. Mas digo pra você que nunca tinha visto esse serviço assim da Prefeitura, estão de parabéns — falou o pedreiro Wilson Carvalho, o popular ‘Baixinho’.

15578395_1086608754795690_8792226423891929486_n
o começo da rua Beira-Rio, com a chuva já amenizada e a maré baixa
a ponte do Roncador, precisando ser suspensa e alargada
img_3985
o quarto do senhor Eli Sodré: a água entrou pelas paredes e por baixo da casa

img_3983

Durante a semana a chuva fez estragos em outras cidades da Baixada Fluminense, e na noite passada ela também castigou as cidades serranas de Teresópolis e Petrópolis. Em Magé, a Defesa Civil informa que não há previsão de chuvas fortes para os próximos dias, mas que a equipe está alerta a possíveis emergências.

img_3986
a galera do Roncador satisfeita com a moral da Prefeitura: apesar dos pesares, ninguém quer se mudar

DEIXE UMA RESPOSTA