Colabore com reportagens exclusivas, sendo um Sócio-Patrocinador do site O MANGUE. Escolha sua opção de Assinatura On-Line, ou, se preferir, deposite qualquer valor em nome de Bruno de Almeida Silva, Agência 0183, Conta 121454-1, Caixa Econômica Federal. O Jornalismo Local e Independente agradece!

Qual é o Projeto? (ou: 1º de Maio! Trabalhador…Há muito trabalho a ser feito)

Por José Luiz Natal Chaves* 

Há um projeto para Magé? Fazemos parte desse projeto? Cada um de nós acompanha a história que se desenrola em Magé. Como todos nós, eu também gostaria que fôssemos mais do que apenas passageiros nesse “barco”. E para onde vai esse barco? Sinto falta de um projeto feito com a participação de todos os interessados e que tenha como objetivo o benefício à população, e não o benefício a alguém ou a algum grupo privilegiado.

Acredito que precisamos pensar mais além do que a sobrevivência do hoje. Nos vejo tentando sobreviver às várias formas de violência que se instalaram em Magé e que, de alguma forma, tentam nos impor uma forma de escravidão. Somos escravos do medo, que nos obriga a ficarmos em silêncio diante de tanta coisa com as quais não concordamos, pois só assim, em silêncio, preservamos o nosso emprego e, algumas vezes, a própria vida.

Vivemos em precariedade. Os serviços disponíveis são precários e nos oferecem “favores”. Ficamos “devendo” os “favores oferecidos”. E essa dívida nos é cobrada. Magé é só isso? Um lugar ruim para todos, mas “menos ruim”, um pouquinho, para quem tem os “amigos certos”? Não quero essa Magé para mim e nem quero esse Magé para ninguém. Quero sim, uma cidade onde cada um participe da elaboração de um PROJETO. Quero sim, uma cidade onde cada um faça parte do PROJETO. Quero sim, uma cidade onde todos tenham acesso e acompanhem a execução deste PROJETO. Quero um PROJETO PARA MAGÉ que me liberte da violência, que me liberte de todas as formas de violência.

A violência escraviza e castiga. Eu estou castigado. Mas não estou cansado. Vou continuar insistindo que precisamos deste PROJETO. Todos nós temos este compromisso com Magé.

* José Luiz Natal Chaves é engenheiro agrônomo e professor universitário

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA