Colabore com reportagens exclusivas, sendo um Sócio-Patrocinador do site O MANGUE. Escolha sua opção de Assinatura On-Line, ou, se preferir, deposite qualquer valor em nome de Bruno de Almeida Silva, Agência 0183, Conta 121454-1, Caixa Econômica Federal. O Jornalismo Local e Independente agradece!

SECRETÁRIO DE SEGURANÇA DE MAGÉ ANUNCIA SISTEMA DE REBOQUES NO MUNICÍPIO, MAS NÃO DIZ QUAL É A EMPRESA

Durante a quarta reunião do Comitê de Planejamento de Criação do Consórcio Intermunicipal de Segurança da Baixada Fluminense, que aconteceu na Câmara Municipal de Magé no dia 17, o secretário de Segurança Pública no município, Sérgio Venâncio, anunciou o novo sistema de reboques para a cidade, que deve entrar em vigor até o fim de fevereiro. Ao microfone antecipou que serão seis carros destinados para tal serviço, porém, ao ser perguntado pela reportagem de O Mangue sobre qual a empresa contratada para tal fim, respondeu que não sabia.

A decisão deve sair em um dos próximos Boletim Informativo Oficial, mas entre a guarda municipal especula-se que a empresa tenha, entre os proprietários, um senhor chamado Cristiano, cujo nome também ainda não foi publicado no BIO, mas que já atua como responsável pelo depósito da Prefeitura em Fragoso, e também coordena policiais militares que fazem a segurança do pátio, à noite, à paisana. O gerenciamento do pátio e o reboque estariam dentro de um “pacote” oferecido à Prefeitura.

— Não conhecemos esse senhor, ele não nos foi apresentado. Mas vem pra rua e fica nos apressando para apreendermos os veículos, e tem livre acesso à sala do secretário – conta um guarda que pede anonimato.

Também segundo agentes da guarda municipal, está para acontecer em breve o primeiro leilão em Magé, com veículos cujos condutores ultrapassem o prazo de 90 dias sem retirá-los. Entre as principais irregularidades desses veículos, estão estacionamento em lugar proibido e som alto. Apenas no pátio em Fragoso (o outro depósito fica em Magé na antiga fábrica de leite) há cerca de 100 veículos.

Venâncio: “Prefeitura arrecada trinta mil reais por mês com apreensão de veículos”

IMG_0800
Secretário de Segurança Pública de Magé, Sérgio Venâncio, concede explicações enquanto é observado pelo assessor técnico do comitê, Carlos Peixoto

Ainda durante a reunião, Venâncio deixou transparecer o motivo de o município vir dando tanta importância nos reboques a carros estacionados irregularmente: “quando eu entrei para a Secretaria de Segurança, a arrecadação para o município com a apreensão de veículos era de mil reais, e hoje é de vinte, trinta mil reais por mês”.

Outro anúncio foi feito durante a reunião, pelo secretário: ele nomeou o guarda Nascimento como inspetor, sendo assim muito aplaudido pelos presentes. Nascimento é conhecido pela forma com que vinha conduzindo as reivindicações da guarda municipal, sendo algumas delas já sinalizadas positivamente pela Prefeitura, como mudança na escala de serviço e pagamento de horas extras. O anúncio de sua nomeação, no entanto, foi precedido por um aviso:

— É preciso estar sempre ligado que junto com o posto superior vem uma responsabilidade. Vem uma condição de responder por aquele cargo que ele almeja assumir – disse o secretário.

Coordenador de Projetos apresenta programa “Crack: É Possível Vencer”

IMG_0798
Coordenador de Planejamento, Wagner Rosa: “queremos deixar um legado”

Entre os dias 17 de março e 11 de abril acontecerá os três módulos do curso para a efetivação do programa federal “Crack: É Possível Vencer”, em Magé, para guardas municipais voluntários. A palestra inicial será na Unigranrio e haverá instrutores do Rio de Janeiro, Cabo Frio, entre outros. Na ocasião haverá a capacitação para o uso de 50 equipamentos não-letais que o município irá receber durante o curso. Em setembro, chega por aqui os carros, ônibus e motos a que o projeto dá direito. Quem comunica é o policial civil Wagner Rosa, coordenador de Planejamento da Secretaria de Segurança de Magé, também presente na reunião do comitê. Ele aproveitou para comentar um pouco sobre sua vinda para a secretaria:

– Fui chamado pelo secretário para ajudá-lo. Agregar valores, conhecimento, e no que for possível, deixar um legado. A ideia é essa. Estamos de passagem aqui e o que pudermos trazer para o município de valores, de consórcios, de projetos, de ideais, nós vamos fazer. Dessa forma funciona a parte governamental do município: nós fazemos o produto, apresentamos e eles fazem a parte final – esclareceu o coordenador.

Participam do comitê as guardas municipais dos municípios de São João de Meriti, Nilópolis, Mesquita, Belford Roxo, Duque de Caxias, Paracambi, Japeri e Magé. Petrópolis e Varre-Sai também integrarão o consórcio, que pode se transformar em estadual.

 

DEIXE UMA RESPOSTA