Colabore com reportagens exclusivas, sendo um Sócio-Patrocinador do site O MANGUE. Escolha sua opção de Assinatura On-Line, ou, se preferir, deposite qualquer valor em nome de Bruno de Almeida Silva, Agência 0183, Conta 121454-1, Caixa Econômica Federal. O Jornalismo Local e Independente agradece!

Tentativa de assalto em Guapimirim deixa um PM morto e outro ferido

Foto do momento em que Chiquinho é socorrido, enviada por leitores à redação de O Mangue

Osargento aposentado da Polícia Militar, Francisco Assis de Aguiar, de 58 anos, morreu hoje à tarde em meio a um tiroteio na rua Professor Rocha Farias, em frente ao banco Bradesco em Guapimirim, enquanto impedia um assalto ao empresário José Marcos Monteiro, o Marquinhos do Verone, de quem ele era segurança pessoal.

15871340_1329175660466985_193640716_n
Chiquinho era morador do bairro Poço Escuro. Deixa esposa, duas filhas e um filho também policial militar

Testemunhas ouviram “uns trinta tiros”. O empresário nada sofreu. Valteir Lima Teixeira, o Vaninho, sub-tenente aposentado da PM, que também fazia a segurança de Marquinhos e também reagiu ao assalto com tiros, passa bem após ter tido cortes nas pernas causados por estilhaços de vidro. Imagens feitas por pedestres o mostram socorrendo o amigo em um automóvel, mas Chiquinho já chegou ao Hospital Municipal José Rabelo de Mello, em Guapi, sem vida, de acordo com funcionários.

15870740_1329188477132370_1271675049_n
Vaninho saindo do hospital: sofreu cortes nas pernas, deu tiro e ajudou a socorrer o amigo

Chiquinho, Vaninho e Marquinhos são mageenses, moradores tradicionais de Santo Aleixo. Fontes afirmam que eles já estavam decididos a fazer um depósito bancário em Magé, quando resolveram aproveitar a proximidade da agência em Guapimirim, já que transitavam por ali.

A reportagem do jornal Extra sobre o caso cita que eles estavam com um malote de dinheiro. Chiquinho e Vaninho foram abordados quando estavam ainda dentro do carro, por dois homens em uma moto, que fugiram após o confronto.

Outro segurança do empresário já havia sido assassinado em serviço

15879185_1329157090468842_1543881371_n
O empresário José Marcos Monteiro, ‘Marquinhos do Verone’

‘Marquinhos do Verone’ é filho do ex-prefeito de Magé, Hiran Monteiro, e é dono da rede de supermercados Verone, com duas lojas em Santo Aleixo, duas em Guapimirim, e até o ano passado haviam duas também em Magé, que foram vendidas para a rede Supermarket.

15822507_1329207317130486_918425289_n
Marcel estava recente na PM, era soldado, e também morava em Santo Aleixo

Em 2010 o empresário foi vítima de uma emboscada no bairro Jardim Esmeralda, ocasião em que seu guarda-costas, o soldado da Polícia Militar Marcel Alves Carneiro, então com 31 anos, foi atingido por tiro de fuzil no ombro, chegou a ficar internado por cerca de uma semana no Hospital da PM mas não resistiu, deixando esposa e filha. Na época cogitou-se que eles transportavam alto valor em dinheiro, e a partir daí o empresário passou a se utilizar de uma transportadora com carro-forte para tal finalidade. Mas a atual situação econômica tem impedido-o de contratar esse tipo de serviço, é o que contam pessoas ligadas a Marquinhos.

Quatro PMs vítimas de homicídio em 2017

Com o óbito de Chiquinho, já são quatro policiais militares assassinados no estado do Rio em 2017. Ainda hoje, o cabo Cleiton William Santos de Freitas, lotado no 15º BPM (Caxias), foi fuzilado dentro de sua Saveiro na Estrada do Tinguá, em Xerém. E também faleceu o soldado Antônio Carlos Paiva Nunes, de 34 anos, que havia sido baleado na cabeça, na manhã de domingo, durante um confronto na Avenida Leopoldo Bulhões, próximo à Manguinhos.

Já o soldado André William Barbosa de Oliveira, de 32 anos (lotado no 3º BPM, no Méier), foi encontrado dentro do porta-malas de seu próprio carro, na Rua Clodoaldo de Freitas, em Guadalupe, na madrugada de domingo. As suspeitas recaem sobre traficantes do Batam. A Polícia Civil promete recompensa de R$ 5 mil a quem tiver pistas sobre esse caso.

O ano de 2016 registrou, no estado do Rio de Janeiro, 390 policiais baleados – sendo que 111 não resistiram. Do total, 363 eram PMs, de acordo com o blog robertatrindade.wordpress.com, especializado nas atualizações sobre estatísticas de crimes contra policiais.

DEIXE UMA RESPOSTA